Tudo o que você precisa saber neste momento sobre Seguro Garantia
People Solutions
Empresário adquirindo seguro garantia

Se o seu negócio lida com licitações, contratos e/ou processos judiciais, você precisa do Seguro Garantia. Através dele, os acordos fechados pela sua empresa, até mesmo sendo descumpridos, não lhe causarão problemas. Isso porque ele tem como objetivo cobrir possíveis rupturas, garantindo maior estabilidade ao seu negócio. 

Você provavelmente já ouviu falar, ou até mesmo, já passou por alguma situação de quebra de contrato ou algo relacionado a isso. Se você possui um negócio, saber sobre uma situação dessa não é nada agradável, não é mesmo? Até porque você sabe que essa circunstância acarreta inúmeros prejuízos, principalmente, para quem é empreendedor e lida constantemente com parceiros, licitações governamentais, etc. 

Se você é um empresário que pensa fora da caixinha e entende que a prevenção de riscos é algo fundamental para que o seu negócio sobreviva a qualquer ameaçaSeguro Garantia é extremamente recomendado para vocêIsso porque através dele, os acordos fechados pela sua empresa, até mesmo sendo descumpridos, não lhe causarão problemas, já que o seu objetivo é garantir a cobertura de possíveis rupturas contratuais. 

Quer saber mais sobre o que o Seguro Garantia pode oferecer a sua empresa neste momento? Então continue lendo este artigo até o final. 

Quem são os envolvidos no Seguro Garantia?  

O primeiro passo para entender realmente como funciona o Seguro Garantia é compreender quem são os envolvidos neste seguro: 

Tomador (contratado) 

A pessoa jurídica que assume com o segurado a responsabilidade de construir, fornecer bens ou prestar serviços por meio de um contrato principal que define as obrigações a serem cumpridas. Nessas condições, ele é o risco e o interessado em cumprir o contrato, e também quem paga o prêmio da apólice, já que é o responsável pelas obrigações contratadas; 

Segurado (contratante) 

É a pessoa jurídica ou física que contrata a execução de uma obra, o fornecimento de materiais ou a prestação de serviços. Ele é o credor de uma obrigação em discussão judicial ou administrativa ou o dono da obra ou aquele a quem serão entregues os bens ou serviços contratados. É o beneficiário da apólice 

Seguradora 

É a responsável pela emissão da apólice de seguro e garantidora do cumprimento das obrigações do tomador, contratadas pelo segurado, ou das obrigações decorrentes de discussões judiciais e administrativas. 

A seguradora estará expondo seu patrimônio aos riscos de perda de liquidez e quebra dos tomadores de financiamentos, como também aos riscos de insolvências na hipótese de recessão ou depressão econômica.  

Como utilizar o Seguro Garantia? 

O seguro garantia envolve três partes contratantes: segurado, seguradora e tomador de financiamento. Tendo entendido isso, é muito simples saber como utilizar esse serviço: 

  • O primeiro passo é identificar se a quebra de contrato sofrida pela sua empresa é prevista em sua apólice; 
  • Caso ela seja, você simplesmente deve pedir para a sua seguradora a indenização; 
  • Será feito uma apuração sobre o caso e quando tudo estiver esclarecido você será ressarcido;  

Obs.: a cobertura se dará até o valor da apólice, ou seja, se o prejuízo exceder o valor previsto, não haverá indenização complementar.  

Portanto, ao escolher contratar um Seguro Garantia é importante identificar estrategicamente os riscos que podem incidir o seu negócio, tanto para que você não contrate coberturas inadequadas, quanto para que não deixe de contratar aquelas realmente necessárias. 

Quem faz Seguro Garantia? 

Órgãos públicos da administração direta e indireta, tribunais de justiça e empresas privadas são os principais consumidores do seguro. Embora ele já exista desde 1967 (Decreto-Lei 200), o Seguro Garantia só começou a ser mais utilizado nas contratações do setor público a partir da aprovação das leis de licitações e de concessões, em 1993, 1994 e 1995respectivamente. 

Quanto custa um seguro garantia? 

Em média, o seguro-garantia custa entre 0,5% e 2,5% do valor da ação. Para você ter uma noção do quanto isso é positivo, a fiança bancária – um negócio jurídico específico muito mais burocrático e ineficiente que o Seguro Garantia – possui uma taxa que girar em torno de 3% a 4%. Ou seja, esse seguro, além de: 

  • Garantir não apenas a simples indenização do segurado em caso de sinistro, mas sim o cumprimento do contrato; 
  • Facilitar uma negociação entre o segurado e tomador no caso de divergências na ocorrência de eventual sinistro; 
  • Não impedir acesso a novos financiamentos; 

Possui um custo muito baixo, comparado a proposta que ele entrega. 

Seguro Garantia é um assunto muito importante que deve ser levado em consideração pelo seu financeiro, e até mesmo pelo seu setor jurídico, pois muitas empresas já evitaram grandes problemas por causa dele. Portanto, entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas. 

Newsletter

Receba os melhores materiais de consultoria empresarial do mercado! Se inscreva agora!

Conheça o
People Solutions

Otimize tarefas e melhore relacionamentos!

Conheça o People Solutions

Otimize tarefas e melhore relacionamentos!

Conheça o People Solutions