Páscoa para diabéticos: cuidados do RH com os colaboradores 
Gestão de Saúde

Com a chegada da Páscoa, o desejo por chocolate aumenta por diversos motivos. As gôndolas dos supermercados estão cheias daqueles ovos de chocolate que muitos esperam o ano todo para saborear. Além disso, é um momento de celebração que envolve o alimento e traz memórias afetivas.  

No entanto, o consumo de doces deve ser controlado principalmente para pessoas com diabetes ou pré-diabetes. O consumo de chocolate em excesso, pode levar ao aumento da glicemia, hormônio produzido pelo pâncreas, cuja função é metabolizar a glicose.  

O Brasil é o 5º país em incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de doentes adultos (20 a 79 anos). A estimativa da incidência da doença em 2030 chega a 21,5 milhões, conforme dados da Federação Internacional de Diabetes (IDF). 

Por isso, é importante ter relatórios atualizados, e detalhados, sobre o quadro de saúde dos seus colaboradores, para que o setor de Recursos Humanos possa realizar ações de Páscoa que não isolem os diabéticos.  

Por ser uma doença que não tem cura, a diabetes exige que as empresas invistam ainda mais na gestão de quadros crônicos, para minimizar e prevenir os efeitos negativos da doença. 

Entretanto, vale ressaltar que pessoas com diabetes não precisam se privar deste momento, é possível inserir o chocolate no planejamento alimentar, controlando a frequência e a quantidade do consumo.  

É preciso salientar que, além dos açúcares, a gordura e as calorias podem ser prejudiciais se consumidas em excesso. Por isso, é preciso estar atento a quantidade do doce consumido para manter a glicemia controlada.  

 

Então os diabéticos podem se render à tentação da Páscoa? 

Claro que sim, viver com diabetes não precisa ser um sofrimento. É preciso apenas se atentar a alguns pontos e seguir as dicas que vamos dar a seguir. 

As versões mais puras de chocolate, com um maior volume de cacau, como amargo e meio amargo tem maior proporção de flavonoides, composto com propriedade antioxidante e anti-inflamatório, o que torna o alimento funcional para o organismo. O ideal é que o chocolate tenha no mínimo 60% de cacau em sua composição.  

O chocolate ao leite e o branco, devem ser evitados, pois apresentam grande proporção de açúcar e gordura na sua composição, que quando consumidos, em excesso, podem prejudicar o controle glicêmico.  

Para escolher a melhor opção de chocolate, leia o rótulo do produto, observando a quantidade de carboidratos e de gorduras. Se o açúcar for o primeiro ingrediente da lista, significa que esse chocolate tem maior quantidade de açúcar e, consequentemente, é menos funcional.  

E quanto aos chocolates diet e light? Se for consumido de maneira moderada, pode ser oferecido ao diabético, pois embora sejam isentos de açúcar, podem ser ricos em gordura. 

Uma dica extra é tentar consumir o chocolate sempre após as refeições principais, substituindo a sobremesa. A ação ajuda a evitar picos glicêmicos, já que as fibras do prato principal fazem com que a absorção do açúcar seja feita lentamente.  

 

Conscientize seus colaboradores sobre o controle da diabetes  

O primeiro passo a ser dado é identificar os colaboradores diabéticos e os propensos a desenvolverem o problema, mapeando casos anteriores na família e hábitos ruins. O ideal é que essa análise seja feita por profissionais de saúde capacitados, para, a partir disso, iniciar o planejamento de atividades específicas para prevenir ou menos tornar mais lento o aparecimento de sintomas.   

Se a companhia já tem pessoas com diabetes, a recomendação é que elas sejam acompanhadas de perto, com o monitoramento em seus exames e demais aspectos de saúde.  

Diante de consequências graves, é preciso que o controle e os cuidados com os diabéticos sejam constantes, para que se consiga melhorar a qualidade de vida e a produtividade, reduzindo o absenteísmo e os prejuízos que ele gera. 

 

Incentive à mudança de hábitos  

Rotina alimentar ruim combinado com ausência de atividades físicas reforçam a chance do desenvolvimento de diabetes, principalmente a do tipo 2. É indicado que esse estímulo a transição dos hábitos englobe tanto os colaboradores pertencentes ao grupo de risco como os demais.  

Práticas simples, se adotadas e estimuladas corretamente, podem fazer grande diferença. Adote na empresa a campanha de “para subir um andar ou descer dois, use a escada em vez do elevador”. 

Uma dica de ação é estimular a prática de exercícios físicos dentro da empresa, aproveitando espaços ao ar livre para realizar pausas ativas e alongamentos direcionados.  

Além de prevenir doenças, o exercício físico ajuda na melhora da concentração, ampliação da produtividade, aumento da energia, estímulo ao bom humor e, consequentemente, favorece o clima organizacional.  

Outro investimento para estimular os colaboradores a cuidar da saúde é oferecendo benefícios, como plano de saúde e convênio com academias. Algumas empresas também deixam frutas a disposição dos colaboradores, além do acompanhamento com nutricionista e programas de educação alimentar. 

 

Oriente sobre exames periódicos e preventivos 

Mesmo tendo a disposição um bom plano de saúde, é comum que os colaboradores deixem de realizar exames periódicos e preventivos, utilizando o benefício somente em caso de urgência.  

Por isso, é fundamental orientar sobre a prevenção, diversas doenças e complicações podem ser evitadas se as pessoas realizarem exames de rotina para ajudar no diagnóstico precoce.  

O RH pode, por meio de campanhas internas, conscientizar e estimular os colaboradores a realizarem o check-up anual. Oriente também a consulta um médico sempre que notarem sintomas estranhos, e também tirar dúvidas sobre saúde e bem-estar com especialistas. 

A Magicel oferece soluções em Saúde e Recursos Humanos capazes de monitorar e avaliar ações dentro do seu negócio. Através de orientação, acompanhamento e atuação conjunta sua empresa passará por uma diminuição de gastos e um aumento de engajamento. Conheça nossas ferramentas de transformação!  

Newsletter

Receba os melhores materiais de consultoria empresarial do mercado! Se inscreva agora!

Conheça a
Gestão de Saúde

Melhore a saúde do seu negócio

Conheça a Gestão de Saúde

Melhore a saúde do seu negócio. 

Conheça a Gestão de Saúde