Plano de saúde é ótimo! Mas, você usa corretamente?
Artigo | Gestão de Saúde

Por: Dr. Marcus Todesco – Sócio-Diretor 

O plano de saúde sempre esteve como um dos principais, se não o principal, sonho do brasileiro. Garantir o atendimento com o médico e no hospital privado se tornou prioridade para as famílias.  

De acordo com o Ibope, 54% dos brasileiros que não têm plano de saúde já contaram com o benefício em algum momento da vida, 73% desejam voltar a ter.  

O principal motivo para desejar contar com um plano deste tipo, apontado por 82% dos entrevistados, é a qualidade do atendimento, entendida como maior facilidade de acesso e disponibilidade médica.  

É por isso que, levando para o mundo corporativo, o plano de saúde tem um papel fundamental na retenção e atração de talentos. Ter um plano é um absoluto diferencial, conferindo segurança e tranquilidade para o trabalhador e seus familiares.   

Segundo dados, 74,6% dos brasileiros consideram o plano de saúde o benefício mais importante a ser oferecido por uma empresa. E, mais de 80% dos colaboradores estão dispostos a considerar outras ofertas se elas contemplarem este benefício.  

A escolha do plano ideal, seja particular ou empresarial, sempre baseou-se na rede credenciada, isto é: número de médicos, hospitais, laboratórios e clinicas. Quase sempre com o conceito de quanto mais melhor. 

Nestas décadas trabalhando com Gestão em Saúde, temos constatado inúmeros e preocupantes cases onde a pessoa almeja ter acesso a um ótimo plano, porém não tem sua saúde cuidada. 

Mas, ai você vai me perguntar: como pode isso, Dr. Marcus?    

O fato de termos acesso, não nos confere a garantia de prevenção e tratamento que imaginamos ou que a empresa que nos deu o benefício imagina que estamos tendo. Pois, lembre-se, só o fato de ter a carteirinha guardada na carteira não te garante proteção. 

Este é um ponto de extrema importância e que deve ser trazido à discussão de gestores, usuários e operadoras. Vai muito além de sinistralidade e controle de indicadores.  

É muito comum ter um contrato há alguns anos com uma operadora e ao perguntar quantas gestantes a empresa tem, o silêncio é a resposta. Ora se não sabemos, qual a garantia de que as colaboradoras com gestações de alto risco, ou que mereçam um cuidado especial, estão sendo tratadas com a devida importância?  

E ai podemos pensar também nos exames preventivos, que são fundamentais para garantir uma boa saúde, melhorar a qualidade de vida e ainda ajudar os colaboradores a realizarem um bom trabalho, mais produtivo e eficiente. 

As pessoas ainda não se acostumaram com uma rotina de realização de exames preventivos, muitas vezes, julgando os procedimentos constrangedores e, em alguns casos, por medo de descobrir algum problema mais sério.  

Por isso, é fundamental promover campanhas de conscientização na busca pela saúde, como eventos, palestras e convenções ligadas a área da saúde. Então, hoje levantamos dentro de nossos clientes esta forma de pensar. Buscando sempre a prevenção como melhor solução.  

Temos obtido excelentes resultados, mas o caminho ainda é longo, pois trata-se de um aculturamento. Tal persistência é compensada pelos excelentes resultados frente aos riscos e custos evitados. 

Newsletter

Receba os melhores materiais de consultoria empresarial do mercado! Se inscreva agora!

Conheça a
Gestão de Saúde

Melhore a saúde do seu negócio

Conheça a Gestão de Saúde

Melhore a saúde do seu negócio. 

Conheça a Gestão de Saúde